4 recomendações após o tratamento de canal

4 recomendações após o tratamento de canal

BLOG FENELON ENDODONTIA

São recorrentes as dúvidas quanto às precauções necessárias após um tratamento de canal.

Após o procedimento, é possível manter a rotina normal: trabalho, atividade física e lazer. Entretanto, para garantir o sucesso do tratamento endodôntico, deve-se observar algumas recomendações:

Evite alimentos sólidos após o tratamento de canal

Nas primeiras horas depois do tratamento de canal o paciente deverá evitar comidas sólidas, pois durante a mastigação existe o risco de morder a bochecha em decorrência do efeito da anestesia.

O ideal é que fique a base de líquidos até cessar o efeito do anestésico.

Não mastigue com o dente tratado até a restauração definitiva

Após o tratamento de canal, é colocado um curativo provisório para que o dente não fique aberto até a realização da restauração definitiva.

Os curativos provisórios não possuem a resistência necessária para proteger o dente tratado de uma fratura e podem, inclusive, se deslocar durante a mastigação, permitindo a infiltração de bactérias nos canais radiculares.

Para evitar que isso ocorra, a restauração definitiva deve ser feita o mais rápido possível e o paciente não deve mastigar com o dente tratado até a sua realização.

Em caso de dor após o tratamento de canal, tome analgésico

Os dentes e os tecidos ao redor podem apresentar sensibilidade após o tratamento de canal, reação normal e passageira decorrente do processo inflamatório.

Nessa hipótese, o paciente pode tomar analgésico para evitar qualquer desconforto. Caso não cesse a dor, entre em contato com o seu dentista para saber se há necessidade de entrar com anti-inflamatório e, em último caso, antibiótico.

Faça controle de 6 em 6 meses

Um cuidado necessário após o tratamento de canal é o controle clínico através de exames radiográficos. Para dentes que apresentam lesão apical, esse controle radiográfico deve ser feito até que os sinais de lesão diminuam ou desapareçam no período de 2 anos.

Caso o problema persista, é recomendável que seja realizado o retratamento do canal ou cirurgia parendodôntica (retirada da porção apical da raiz), para evitar a extração do dente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *