Afinal, o que é endodontia?

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO

A especialidade é uma área específica do conhecimento, exercida por profissional qualificado a executar procedimentos de maior complexidade, na busca de eficácia e da eficiência de suas ações.

No exercício de qualquer especialidade odontológica o cirurgião-dentista poderá prescrever medicamentos e solicitar exames complementares que se fizerem necessários ao desempenho em suas áreas de competência.

O exercício da especialidade não implica na obrigatoriedade de atuação do profissional em todas as áreas de competência, podendo ele atuar, de forma preponderante, em apenas uma delas.

A COMPETÊNCIA DO ESPECIALISTA EM ENDODONTIA

A Endodontia é a especialidade da Odontologia que mais se beneficiou com o avanço técnico e científico, sobretudo na última década, possibilitando oferecer tratamentos mais fáceis, rápidos, seguros e responsáveis.

Endodontia é a especialidade que tem como objetivo a preservação do dente por meio de prevenção, diagnóstico, prognóstico, tratamento e controle das alterações da polpa e dos tecidos perirradiculares.

As áreas de competência para atuação do especialista em Endodontia incluem:

•          procedimentos conservadores da vitalidade pulpar;

•          procedimentos cirúrgicos no tecido e na cavidade pulpares

•          procedimentos cirúrgicos paraendodônticos; e,

•          tratamento dos traumatismos dentários

O avanço técnico científico que tem oferecido maior segurança ao ato odontológico na especialidade vem desencadeando uma série de mudanças no cenário profissional e beneficiando diretamente a sociedade e os especialistas da área.

A percepção de que o tratamento endodôntico é inevitavelmente dolorido e demorado vem sendo desconstruída e essa ideia desmistificada. Atualmente, a população tem buscado o tratamento endodôntico com maior tranquilidade, compreendendo a importância e reconhecendo que, na verdade, esse tratamento é uma possibilidade acessível de salvamento do elemento, conservando-o, no limite de suas condições e fragilidades.

Os pacientes têm se conscientizado de que perder, ainda que um único dente, por medo ou limitação de recursos, pode representar um prejuízo real à toda saúde bucal e à saúde em geral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *