Qual é o tratamento para tártaro nos dentes?

Você já reparou naquela camada amarelada que fica grudada próximo à raiz dos dentes e que parece aumentar a cada dia que passa?

Você já reparou naquela camada amarelada que fica grudada próximo à raiz dos dentes e que parece aumentar a cada dia que passa? Pois saiba que esse incômodo se chama tártaro e que é formado a partir da placa bacteriana que endureceu na superfície dos dentes. Mas afinal, o que é possível fazer para se livrar de uma vez por todas desse problema que não é só estético, mas também afeta a saúde bucal?

Para entender melhor, o tártaro é um problema para a saúde da boca porque pode provocar gengivite, uma inflamação nas gengivas que, se não tratada, evolui para a periodontite que, por sua vez, pode levar à perda dos dentes. Logo, todo o cuidado possível com a higiene bucal é justificável.

Para evitar que esse problema aconteça, a primeira coisa a fazer é impedir que essas bactérias se instalem na boca. Para que isso aconteça, porém, é preciso ter uma higiene bucal impecável.

E cuidar da saúde da boca significa escovar os dentes cuidadosamente após as refeições, usar fio ou fita dental e não se esquecer do enxaguante bucal. Com isso, evita-se a formação da placa bacteriana – ou biofilme dental -, uma película transparente, porém recheada de bactérias que grudam nos dentes quando a higiene bucal não está adequada. E é justamente essa placa bacteriana que precede o tártaro.

Se esse biofilme já se formou, é preciso correr contra o tempo: se a pessoa passar imediatamente a ter uma higiene bucal bacana, é possível remover a placa bacteriana e impedir que ela evolua para a próxima fase, que é justamente o tártaro. Quando o tártaro já se formou, só há uma solução: recorrer ao dentista.

Tártaro: apenas o dentista consegue remover

Uma das razões que o dentista recomenda que você volte para uma avaliação a cada seis meses é para remover o tártaro. Isso porque, quando a placa bacteriana se endureceu e formou o tártaro, apenas o dentista consegue retirar, pois, por estar calcificada, qualquer tentativa caseira de remoção pode resultar em ferimentos.

Com instrumentos apropriados, o dentista faz a limpeza e remoção de tártaro, deixando os dentes livres dessa camada bacteriana que pode provocar outros problemas bucais.

Um bom creme dental: a chave para a prevenção

Você já compreendeu que a única forma de prevenir o tártaro é por meio da higiene bucal, não é? Mas saiba que o uso de cremes dentais específicos também dão uma bela ajuda, afinal, eles contêm ingredientes adequados para mandar embora as bactérias indesejadas.

É o caso de Colgate Total 12® Anti Tártaro. Sua fórmula avançada conta com ingredientes com tecnologia antibacteriana, o que faz com que haja uma redução de até 40% na formação do tártaro*.

Outra boa notícia é que, com o uso regular (de 4 semanas), toda a boca recebe proteção ativa por até 12h contra bactérias. Isso inclui os dentes, bochecha, língua e gengiva.

Para finalizar a proteção, é possível usar o enxaguante bucal Colgate Total 12® Anti Tártaro pois, além de complementar a proteção de até 12h, também extermina 99% das bactérias que estão ligadas à problemas bucais.

*vs creme dental com flúor sem ingrediente antibacteriano.

Fonte: Minha Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *